Provavelmente nunca tinhas pensado nisto, mas o teu smartphone é um foco de germes. Para teres noção, um estudo da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, concluiu que os telemóveis podem ter até dez vezes mais germes que uma tampa de sanita. Numa altura de maior preocupação com a higiene e desinfecção devido à pandemia da COVID-19, tornou-se ainda mais importante garantir que todas as superfícies e dispositivos estão devidamente higienizados. Além disso, a limpeza correta do telemóvel faz toda a diferença para garantir a longevidade deste. Por isso, continua a ler para saberes como limpar corretamente o teu smartphone.

Sabe como limpar o smartphone

Há algumas dicas e recomendações para fazer a limpeza correta do telemóvel mas o processo é bastante simples até. Em primeiro lugar não são necessários produtos químicos muito fortes nem nada que se pareça. Os produtos de limpeza habituais são mais que suficientes e, além disso, não é necessário limpá-lo cada vez que saíres à rua, até porque limpeza a mais pode comprometer o equipamento. Uma vez por semana, em princípio será suficiente ou, se mais alguém o utilizar para além de ti, aí convém limpares no final da outra pessoa usar. Mas vamos por partes.

Desliga o smartphone  e remove a capa antes de o começares a limpar. O recomendado é que a limpeza seja realizada com um pano de microfibra pois permitem uma limpeza suave sem correr o risco de riscar quer o ecrã quer outra zona do telemóvel. Além disso, as microfibras são excelentes porque atraem e removem óleos e poeiras sem os espalhar. Em alternativa, podes usar aqueles paninhos específicos para limpar os óculos.

Que produtos devem ser utilizados?

Em termos de produtos, visto que um smartphone é um equipamento eletrónico, caro e delicado, convém não ser colocado em contacto com nenhuma solução abrasiva. Não utilizes produtos de limpeza em spray ou aerossol. Apesar de alguns modelos de smartphones atuais serem resistentes à água, essa resistência não se estende a outro tipo de líquidos. Escusado será dizer, então, que não deves imergi-lo nem numa mistura de álcool nem em qualquer líquido antibacteriano.

Tem atenção que muitos dos ecrãs atuais possuem um revestimento que repele os óleos e que serve para mantê-los sem impressões digitais. Se não tiveres nenhuma película, ao usares produtos demasiado agressivos podes danificar essa camada fazendo-a desaparecer aos poucos.

O que usar, então? Para desinfetar o smartphone podes utilizar toalhitas com 70% de álcool isopropílico ou, usar um pano microfibra humedecido no mesmo tipo de álcool. Aplica qualquer um destes materiais sobre o dispositivo e limpa-o de forma suave sem deixar entrar nenhum líquido nos orifícios do aparelho. Caso percebas que nalguma das entradas estão quaisquer tipo de detritos, usa um palito ou um cotonete e, com muito cuidado, tenta remover essa sujidade.

Pronto, no final basta passar um pano microfibra seco e ficas com o smartphone completamente livre de germes, bactérias ou vírus. Uma última nota: pode ser útil consultares na Internet se existem instruções específicas para o teu dispositivo e, nesse caso, deves seguir essas instruções.