Faltam poucos dias para a chegada do Star à Disney+. No dia 23 de fevereiro será lançado o Disney+ Star, a nova aposta da empresa para fazer frente ao Netflix. Valerá a pena? Continua a ler para saber o que é o Star e que conteúdos oferece.

O que é o Disney+ Star?

Lemos no site do Disney+ que “o Star é a casa do melhor entretenimento dos estúdios Disney Television Studios, 20th Century Studios, FX, 20th Television, ABC, Searchlight Pictures, entre outros”. Star é uma nova marca que passará a contar da plataforma de streaming e que se junta às restantes: Marvel, Pixar, Disney, Star Wars e National Geographic. É um substituto do Hulu, o serviço de streaming, para clientes fora da América do Norte e estará disponível na Europa Ocidental, Canadá, Austrália, Nova Zelândia e Singapura. Sim, Portugal está incluído na lista.

Até ao momento a plataforma oferecia, na sua maioria, conteúdo mais familiar. É inegável o seu sucesso junto de famílias com crianças, mas a verdade é continua a perder o público adulto mais mainstream para o serviço concorrente Netflix. E é a partir daí que nasce esta nova marca, com novos conteúdos focados neste público.

O que posso ver no Disney+ Star?

E que conteúdos são esses? O Star traz novos filmes e séries originais e outros antigos, mas de renome. Começando pelos originais, a lista inclui Big Sky, um thriller do criador de Big Little Lies, David E. Kelley sobre detetives privados e uma ex-polícia que se juntam para resolver um caso de sequestro; Love, Victor, um spin-off do filme Love, Simon; Helstrom, um drama de Paul Zbyszewski (Lost); e, ainda, Solar Opposites, uma sitcom criada por Justin Roiland e Mike McMahan (Rick & Morty) sobre uma família de aliens que se muda para os EUA.

Dentro dos conteúdos da ABC, 20th Century Studios, e Searchlight Pictures, por exemplo, encontram-se séries como: Anatomia de Grey, Uma Família Muito Moderna, Foi Assim que Aconteceu, Perdidos, Prison Break, Family Guy, Donas de Casa Desesperadas, Scandal, e muito mais.

No que toca a filmes, o Star vai oferecer clássicos tais como: Pretty Woman, Moulin Rouge, X-Files, a saga Die Hard e O Diabo Veste Prada. A estes juntam-se outros como: Três Cartazes à Beira da Estrada, Deadpool e A Favorita. A lista é enorme e pode ser consultada aqui.

E o preço?

Com tantas novidades seria de esperar um aumento de preço e é isso mesmo que irá acontecer. A partir de 23 de fevereiro, data em que o serviço ficará disponível, todas as novas adesões ficarão a pagar 8,99 euros por mês, mais dois euros que atualmente.

Quem já tiver uma subscrição ativa, mensal ou anual, manterá os preços até à data da primeira cobrança após 22 de agosto de 2021. Além disso, para subscrições antes do dia 23, o Disney+ faz um desconto de mais de 20%, ou seja, 6,99 euros por mês ou 69,99 euros por ano.

Novos controlos parentais

Com a adição de novos conteúdos, surgem mais preocupações com a segurança das crianças enquanto navegam na plataforma. Por isso, serão também lançados novos controlos parentais para estabelecer limites no acesso aos conteúdos para cada perfil de utilizador. Cada perfil pode ter um PIN associado, garantindo uma camada extra de proteção e impedindo que nenhum menor entre numa conta de adultos por engano.