Para os apreciadores de música, escolher um par de headphones pode ser uma verdadeira dor de cabeça. Não só por existirem muitas opções no mercado, mas também pela quantidade de fatores a ter em conta, desde o design à portabilidade, e nunca descurando se os mesmos se encontram no intervalo de preços que estamos dispostos a investir.

Os Urbanista Miami vêm facilitar o processo de escolha. Estes headphones over-ear não só são confortáveis, como têm um design minimalista, até 50h de bateria e algumas funcionalidades bastante úteis. Como detentor e utilizador de uns Beats Solo 3, não posso deixar de fazer comparações entre ambos e deixem-me já adiantar que os Urbanista conseguem superar algumas das características dos Beats, inserindo-se numa gama de preço mais baixa. Por isso mesmo, partilho de seguida a experiência que tenho vivenciado com estes Urbanista Miami nas últimas semanas.

Design: minimalismo cativante

Começemos por conhecer os Urbanista Miami. Estes headphones foram lançados e estão disponíveis em 4 cores: preto, branco, verde e vermelho rubi, a cor da unidade que tive oportunidade de testar.

Cores disponíveis para Urbanista Miami

No entanto, a marca sueca já anunciou o lançamento de uma edição limitada com cristais Swarovski. Se és fã de brilho, certamente esta edição não te irá passar despercebida. Podes saber mais sobre os Urbanista Miami Crystal Edition aqui.

Urbanista Miami Crystal Edition (Fonte: Urbanista)

Devo dizer que a minha primeira impressão com os headphones foi mais positiva do que estava à espera, principalmente no que diz respeito à qualidade. A construção dos mesmos é feita em plástico, almofadas em pele sintética e hastes ajustáveis em metal, num equilibrio perfeito entre materiais. Os Miami têm uma qualidade fantástica para a gama de preços, com um toque suave e, ainda assim, robustos para maior durabilidade.

Quanto ao seu design, confesso que fiquei fã. São muito simples e minimalistas, joviais e mesmo nas cores mais fortes, não ficam demasiado excentricos e dominantes. As almofadas têm um tamanho adequado e as hastes ajustáveis permitem que os mesmos se adequem facilmente a diferentes tamanhos de cabeças. Tanto o apoio de cabeça como as almofadas são suaves e não aquecem em demasia. Outro ponto a favor é que não aplicam demasiada pressão na cabeça ao ponto de se tornarem desconfortáveis, o que é ideal para longas sessões de trabalho.

A maior dificuldade que tive com os Urbanista Miami foi, sem dúvida, usar óculos quando estou no PC. Como as almofadas cobrem toda a orelha, a armação dos óculos acaba por ficar pressionada pelas mesmas, o que acaba por se tornar desconfortável. Creio que esta será uma limitação pontual, que utilizadores que não usem óculos não se irão deparar. Possivelmente, e talvez generalizando, esta é uma das dificuldades que os headphones over-ear poderão apresentar para quem necessita de óculos, pelo que poderá não ser exclusivo aos Urbanista Miami.

Funcionalidades simplificadas

Os headphones da marca escandinava carregam em si as principais funcionalidades do momento, colocadas de forma muito intuitiva para qualquer utilizador. Como principal ponto de marketing, os Urbanista Miami têm Cancelamento de Ruído Ativo (ou Active Noise Cancelling, ANC).

Para além do ANC, os Miami também dispõe do modo Som Ambiente, para facilitar os seus utilizadores a consciencializarem-se do meio circundante. Estas duas funcionalidades podem ser alternadas com o modo "normal" no único botão presente no auricular esquerdo, bastando premir apenas uma vez.

No interior da almofada direita, existe um sensor que deteta se os auscultadores estão colocados. Se tiveres os headphones em reprodução de áudio quando os tens nas orelhas, os mesmos pausam automaticamente ao retirá-los. Ao colocar novamente, o áudio retomará de onde foi pausado.

Sensor de Pause/Play ativado com o levantamento do auscultador da orelha.

O microfone já vem embutido nos Urbanista Miami, pelo que é possível também receber ou fazer chamadas com os mesmos. Para a conexão, os headphones usam Bluetooth 5.0, pelo que dificilmente detetarás atrasos no áudio.

No que respeita à conectividade, é possível emparelhá-los facilmente através de Bluetooth, quer seja com Android, iOS, Windows ou macOS. Se a bateria se acabar, podes ainda usufruir dos Urbanista Miami através da boa "velha" entrada jack 3.5mm, para a qual traz o cabo auxiliar correspondente.

E quanto à qualidade de som?

Os Urbanista Miami não se posicionam diretamente como concorrentes aos AirPods Max, mas podem muito bem ser considerados como uma alternativa mais em conta. Apenas poderei comentar a qualidade de som na ótica de um utilizador comum, já que estou longe de ser perito no assunto.

Da minha experiência de utilização, e comparando com os Beats Solo 3, o som dos headphones da Urbanista é bastante rico e encorpado, com elevado foco nos graves do áudio. Não quero com isto dizer que os agudos são descuidados, mas sente-se uma maior presença sonora dos sons graves nas músicas. Como passo vastas horas à secretária no meu quotidiano a trabalhar, os headphones foram a minha companhia durante semanas e habituei-me bastante bem a eles. Não detetei cortes ou interrupções no áudio, à exceção de quando a bateria se estava a esgotar.

Quanto a chamadas de voz dentro de casa, consegui ouvir de forma nítida todos os intervenientes em linha, sem qualquer cortes. Do outro lado, o feedback também foi positivo quanto à qualidade do áudio que lá chegou.

Comparando os Urbanista Miami aos Beats Solo 3 que tenho há cerca de 3 anos, posso dizer que fiquei rendido aos Miami, pelo que neste momento tem sido esta a minha opção para uso quotidiano.

Portabilidade pensada ao máximo

A aposta da marca sueca foi sem sobra de dúvida pensada para cumprir com os elevados níveis de portabilidade de hoje em dia, apostando em boa compatibilidade e ainda melhor autonomia.

Començando pela portabilidade, os headphones trazem uma bolsa de transporte rigida, assegurando a proteção dos mesmos. Para o carregamento, a Urbanista apostou naquele que se tem vindo a discutir como standard, por USB-C. No estojo de transporte vem por isso um cabo USB-C que pode ser ligado a um adaptador USB-A ou a tomadas que assim o permitam e um cabo jack 3.5mm para quem prefere disfrutar dos headphones numa experiência por cabo.

Urbanista Miami e estojo de transporte.

Por fim, mas não menos importante, temos que falar da bateria. Os Urbanista Miami foram desenhados com uma bateria de 750mAh, que de acordo com a marca permitirá um uso de 40 horas com o modo de Cancelamento de Ruído Ativo, chegando até às 50h no modo normal. Sim, 50h!

Na minha experiência de utilização, liguei os Miami todos os dias da semana por volta das 9h e desliguei-os quando encerrei a minha sessão de trabalho, por volta das 18h30/19h. Mesmo ao almoço, deixava-os quase sempre ligados e emparelhados ao PC, ainda que com a música em pausa. Consegui utilizá-los durante uma semana de trabalho e mais alguns dias da semana seguinte antes que tivesse que os colocar à carga. Só posso dizer que foi uma surpresa mais que agradável.

Preço e veredito final

Por todas as funcionalidades acima descritas, os Urbanista Miami são em si uns headphones que se situam num patamar muito bom, capaz de agradar à maioria dos consumidores. O seu conforto, qualidade de construção e sensação premium ao toque fazem deles os auscultadores mais bem equilibrados que experimentei até à data, na sua globalidade.

Se ainda não estás convencido, deixa-me dizer-te que podes obter os Urbanista Miami por 149,00€ no site oficial da marca ou noutras lojas mais conhecidas. Os headphones são acompanhados de 90 dias de retoma e garantia de 1 ano.

Apesar dos AirPods Max se situarem num patamar superior a estes headphones, isso não tira em nada o seu valor justo e equilibrado, capaz de agradar aos ouvintes  do quotidiano e aos utilizadores casuais.